quarta-feira, 9 de junho de 2010

Sobre muros e montanhas...


Viver não é preciso...é necessário.
Amar não é necessário...
O que é necessário?
O que é realmente necessário?
A volta?
Partir...
Eu que já fui tanto...ou não
Já nem sei!
Nunca soube
Ninguém sabe
A resposta se perdeu no tempo...
Não sou boa nesse jogo de perfeição
Não sei mais se quero brincar...


"Quero explodir as grades e voar
Não tenho pra onde ir, mas não quero ficar
Suspender a queda livre, libertar...
O que não tem fim, sempre acaba assim".


(Engenheiros do Hawaii)

Um comentário:

Vinícius Aguiar disse...

Fico imaginando o quanto existe nas entrelinhas dessas suas palavras Isa... de verdade! Adoro vc!